Exemplo de mudança! Argentina aprova acordo com credores internacionais

O projeto teve 54 dos 72 votos no Senado

O Congresso argentino aprovou na madrugada desta quinta-feira (31) a derubada das leis que impediam o governo de pagar as dívidas com credores intermnacionais. Esses credores, chamados de "abutres" pelo governo anterior de Cristina Kirchner, não haviam aceitado a renegociação da dívida argentina. O acordo se deve ao presidente governista Mauricio Macri, que conseguiu 54 dos 72 votos, embora o partido governista tenha só 17 senadores.


O prazo para quitar a dívida com os holdouts vence em 14 de abril. Macri também conseguiu apoio suficiente para emitir títulos no valor de US$ 12,5 bilhões, com os quais pretende captar o dinheiro para "trocar de dívida" e voltar ao mercado de crédito internacional. Com minoria no Congresso, Macri obteve adesão de peronistas dissidentes.


A derrogação de duas normas, que impediam tratamento diferente entre esses fundos de investimento e os credores que participaram dos acordos de 2005 e 2010, era uma exigência da Justiça americana para levar adiante um pacto firmado em fevereiro. Pelo acerto, a Argentina se comprometeu a pagar US$ 4,6 bilhões aos fundos mais resistentes, que em 2014 conseguiram bloquear na Justiça o pagamento do país aos primeiros credores e deixaram o país em default técnico.


COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...