Vice-presidente Temer diz: Antecipar eleições é golpe

Declaração foi dada durante reunião com centrais sindicais

O vice-presidente Michel Temer disse nesta terça-feira, 26, que a proposta de antecipar as eleições para presidente da República, considerada por alguns setores da classe política, inclusive pela presidente Dilma Rousseff, seria um golpe.

Temer fez a afirmação durante encontro com grupo de sindicalistas pela manhã.

“Ele fez uma comparação”, contou o presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Antonio Fernandes dos Santos Neto. “Ele disse que o impeachment está previsto na Constituição Federal. Então, qualquer solução diferente seria um golpe, porque aí seria necessário alterar a Constituição.”



Está em tramitação no Senado uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) de um grupo de senadores, entre eles Walter Pinheiro (sem partido-BA) e e João Capiberibe (PSB-AP) que prevê eleições presidenciais em outubro de 2016, junto com os pleitos municipais. Pela proposta, o eleito exerceria um mandato de dois anos, até 1º de janeiro de 2019. O senador justifica sua proposta dizendo que tanto Dilma quanto Temer “representam um projeto de poder que conta hoje com a desaprovação da maioria da população.”


Temer esteve na manhã desta terça com presidentes de quatro centrais sindicais. Além da CSB, foram ao encontro a Força Sindical, a Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST) e a União Geral dos Trabalhadores (UGT). Ele recebeu um documento com propostas para a retomada do crescimento e do emprego no País


COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...