Bolsa familia, Minha casa minha vida, Pronatec, etc & tudo vai mudar, veja aqui

Ele, no entanto, não anunciou nenhuma medida concreta, argumentando que elas virão "no momento certo, para que sejam maturadas


O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta sexta-feira (13) que é preciso haver “avaliação bastante forte e bastante cuidadosa” dos programas sociais, após ter destacado a sustentabilidade futura da dívida pública como principal prioridade em termos de política econômica.



O fato de se manter um programa social não quer dizer que se possa manter mau uso", afirmou Meirelles na sua primeira coletiva de imprensa no cargo, durante a qual reiterou que o governo tomará medidas duras mirando o reequilíbrio das contas públicas.

O fato de se manter um programa social não quer dizer que se possa manter mau uso”, afirmou Meirelles na sua primeira coletiva de imprensa no cargo, durante a qual reiterou que o governo tomará medidas duras mirando o reequilíbrio das contas públicas.


Ele, no entanto, não anunciou nenhuma medida concreta, argumentando que elas virão no momento certo&, para que sejam maturadas.

Neste cenário, Meirelles não descartou aumento de impostos ou a retomada da CPMF, afirmando que caso seja necessário, um tributo será aplicado de forma temporária.

Nova equipe
Segundo o ministro, os membros de sua equipe serão anunciados na segunda-feira (16), incluindo quem presidirá o Banco Central. Meirelles adiantou que Tarcísio Godoy será seu secretário-executivo e, quando questionado sobre a permanência de Alexandre Tombini à frente do BC, disse que o anúncio não significava necessariamente que o presidente não seria o mesmo.


Ainda sobre equipe, Meirelles afirmou que as nomeações para os bancos públicos serão feitas com base em critérios técnicos e que ele irá avaliar os nomes, independentemente de filiações partidárias ou indicações.

Ainda sem apresentar medidas concretas, Meirelles afirmou que a inflação vai voltar para a meta e que a política fiscal vai ajudar no processo de convergência para o alvo fiscal. Este ano, a meta é de 4,5% pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) com margem de tolerância de dois pontos.




COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...