GOVERNO DO RIO DE JANEIRO PREFERE EXÉRCITO PARA A PROTEÇÃO DOS JOGOS OLÍMPICOS

O estado do Rio pretende que as Forças Armadas reforcem a segurança em toda capital fluminense e arredores.

O governo do estado do Rio de Janeiro pretende atuar com extrema seriedade quando o assunto se referir à segurança dos Jogos Olímpicos do Rio, restando poucos meses para o seu início, já no mês de agosto deste ano. O mundo conturbado por ameças terroristas em diversas partes e países é fator preponderante para que um evento de tamanha grandiosidade, em se tratando das Olimpíadas, deve ter assegurada toda a disponibilidade das Forças Armadas, em benefício da proteção da população local e a garantia para que um dos maiores eventos em nível global, seja realizado de modo eficiente e seguro.

Papel do Exército
O governo do estado do Rio analisa a possibilidade de que o Exército Brasileiro faça todo o trabalho de proteção às ruas  e o pedido partirá do secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, através do governador interino, Francisco Dornelles, já que o governador Luiz Fernando Pezão encontra-se afastado para tratamento de um câncer.


A solicitação para um papel mais atuante do Exército nas ruas do Rio de Janeiro, durante as Olimpíadas, dependerão do governo do presidente em exercício do Brasil, Michel Temer. De acordo com o secretário Beltrame, "a solicitação das Forças Armadas é justamente para que os policiais possam atuar mais prontamente junto à proteção dos cidadãos e da população em geral", afirmou. A interlocução entre governo do Rio e governo federal, se dará a partir da movimentação do ministro da Defesa do Governo Temer, Raul Jungmann, que está na capital fluminense para cuidar de todos os preparativos inerentes à realização dos Jogos Olímpicos.

O secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, não estipulou um número de militares em sua solicitação, porém sabe-se que a segurança das arenas esportivas será atribuída à Força Nacional de Segurança Pública. As Forças Armadas , especialmente o Exército, possui um efetivo na reserva pronto para atuar nos Jogos, de mais de 15 mil homens. Questionado sobre o acréscimo do número de homicídios no Rio de janeiro, que poderiam até colocar a segurança dos Jogos sob risco, Beltrame afirmou que o estado se mantém em alerta e concluiu que o estado tem sob controle tudo o que possa causar problemas durante a realização do evento esportivo.

Fonte: .blastingnews



COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...