Petista da barra de ferro, que agrediu casal pró-Moro, é demitido da Câmara

O petista Edson Rimonatto, que agrediu violentamente um casal de voluntários pró-Moro em frente a Justiça Federal de Curitiba, foi exonerado da Câmara Federal. 

Ele atuava como assessor parlamentar do deputado Toninho Wandscheer (Pros, ex-PT) que, em nota, disse repudiar “ato de violência de qualquer natureza”.



Na madrugada do último dia 3 de maio (terça-feira), Rimonatto atacou um casal de voluntários acampados em frente a Justiça Federal, no Ahu, com uma chave de roda, desferindo golpes violentos e gritando palavras de ordem como “não vai ter golpe”, “fascistas”, “golpistas”, entre outras.

O casal, que estava acampado próximo ao escritório de onde o juiz Sérgio Moro comanda a Operação Lava Jato, no bairro Ahu em Curitiba, estava saindo da loja de conveniência de um posto de combustível, no momento da agressão. A agressão só não teve consequências ainda mais sérias porque Rimonatto foi contido por funcionários do posto.

Fonte: Cesarweis


COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...