Temer cobra na justiça R$ 11 bilhões desviados por empreiteiras

As investigações da Operação Lava Jato revelaram que as empreiteiras investigadas no esquema criminoso na Petrobras desviaram bilhões em obras superfaturadas.

 Era dever do governo, através da AGU (Advocacia­Geral da União), defender os interesses do contribuinte e exigir o ressarcimento do dinheiro desviado. Mas o governo Dilma nada fez em relação ao assunto.
Com apenas duas semanas a frente do governo, o presidente interino Michel Temer, já tomou as providências necessárias e urgentes. A Advocacia­Geral da União vai ingressar nesta segundafeira (30) com duas ações na Justiça Federal para pedir o ressarcimento dos valores desviados pelas empreiteiras envolvidas no esquema de corrupção na Petrobras.


As ações visam devolver nada menos que R$ 11 bilhões aos cofres públicos. A AGU mira inicialmente nas principais construtoras que faziam parte do cartel organizado pelo PT que atuava em licitações da estatal, como a Odebrecht, OAS, UTC e Queiroz Galvão. Numa segunda etapa, os executivos dessas empresas e da Petrobras também deverão ser processados e ter seus bens penhorados pela justiça.

 Além dos dados obtidos pela Operação Lava Jato, as ações levam em conta documentos do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e do TCU (Tribunal de Contas da União) que comprovam a formação do cartel. Com essa organização, as construtoras conseguiam superfaturar obras e eliminar a concorrência. O valor pedido pela AGU tem como base o percentual de superfaturamento das obras contratadas durante os governos de Lula e Dilma.

COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...