Vídeo de estupro de menina por mais de 30 foi gravado por rapaz do tchauzinho

Na noite desta sexta-feira, 27, a Polícia Civil do Rio de Janeiro ouviu supostos criminosos envolvidos em um estupro coletivo de uma menina de 16 anos no Rio de Janeiro. 

Apesar de quatro homens terem sido identificados, nenhum deles foi preso.  No entanto, um dos suspeitos revoltou ainda mais muitos brasileiros. Ao chegar para prestar depoimento, Raí de Souza, de 22 anos, chegou dando tchauzinho e sorrindo para todo mundo. Os investigadores não tinham Raí como um dos suspeitos até então. Ele que tem 22 anos revelou que gravou e divulgou as imagens íntimas da menina na internet. Foi graças a esse material que o país ficou sabendo do caso.
Raí ainda negou que algum estupro tenha acontecido e que a jovem está acostumada a ter relações íntimas com várias pessoas. Sobre a questão dos mais de 30 homens terem "ficado" com a adolescente, ele também negou.


 De acordo com o jovem, ela frase dita nas imagens seria uma brincadeira com uma letra de funk. Criminosos divulgaram áudios e fotos que "provariam" a relação da garota com o tráfico de drogas. Em algumas das supostas imagens da adolescente, ela parece segurando armas de fogo. Áudios de homens que teriam participado do sexo grupal falam que a menina usada drogas e que ela aceitou ficar com 36 "caras".

Já o ex-namorado da menina revelou que ela inventou a história por medo da família religiosa, lembrando que a menor de idade não procurou qualquer autoridade pública durante vários dias e que só se mostrou indignada dias depois. É preciso esclarecer que se a jovem estivesse no momento da relação grupal sob o efeito de drogas, mesmo que ela tenha dito que queria sexo, o caso também seria considera um estupro coletivo, já que a menor de idade estaria incapaz de dizer o que realmente queria.

Por conta de toda a polêmica e barbaridade envolvendo a questão, o suposto estupro repercutiu em todo o planeta. Até mesmo o presidente da república, Michel Temer, decidiu se posicionar e anunciou a criação de um departamento na Polícia Federal voltado exclusivamente às mulheres.


COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...