Temer tem demonstrado ter capacidade de ajudar o pais a sair da crise.

Em pouco mais de duas semanas à frente do governo, o presidente interino Michel Temer já demonstrou capacidade e sensibilidade para lidar com os problemas mais urgentes do país. 

Temer tem assegurado que não haverá mudanças bruscas que afetem a sociedade, seja na disposição de não elevar impostos ou na proposição de manter os programas sociais. Temer também tem sido rápido em responder aos anseios de todos os setores da sociedade, seja nos casos da recriação do Ministério da Cultura ou no efetivo afastamento de ministros envolvidos em escândalos.
O presidente assumiu o compromisso de apoiar a Operação Lava Jato, já estuda baixar a taxa de juros, o governo não irá mais interferir nos preços dos combustíveis, não pretende recriar a CPMF, baniu indicações políticas para diretorias de bancos públicos, como o BNDES, e estatais, como a Petrobras, além de uma série de outras medidas que vão na contramão do antigo governo. A equipe econômica do governo é altamente técnica e foi bastante elogiada pelo mercado financeiro, que reagiu sem sobressaltos aos anúncios feitos pelo governo.


 O presidente interino conseguiu comprovar que conta com amplo apoio no Congresso, seja na Câmara dos Deputados ou no Senado. A prova de fogo foi a rápida aprovação da nova meta fiscal para 2016. A expectativa de que o govenro Temer consiga fazer a roda da economia girar na direção certa, que consiga gerar mas empregos e trazer de volta a perspectiva de desenvolvimento do país é compartilhada por 10 em cada 10 economistas e analistas de mercado. Fora Temer, o Brasil não tem nenhuma opção segura para atravessar a grave crise econômica e política atual.

A volta de Dilma provocaria um retrocesso nas conquistas dos últimos dias, a alta do dólar, dos juros e uma fuga gigantesca de capitais. A cassação de Temer é outra incógnita. Não há sequer definição sobre a linha sucessória do presidente interino, podendo ser Waldir Maranhão, Renan Calheiros ou Ricardo Lewandowski, dependendo das circunstâncias. Temer tem demonstrado humildade diante de uma série de acertos inequívocos.

 Moderado, conseguiu aglutinar em torno de seu governo uma série de notáveis, tanto em ministérios e secretarias, quanto na presidência de estatais. Considerando as opções em sua linha sucessória e até mesmo entre os "presidenciáveis", Michel Temer pode ser considerado uma das melhores alternativas no momento no país. Ainda é prematuro para compará­lo ao ex­presidente Itamar Franco, que sucedeu Fernando Collor após o impeachment em 1992. Itamar conseguiu montar um ministério de notáveis, retirou o país da grave crise econômica e colocou o Brasil de volta nos trilhos do crescimento. A diferença é que a atual crise não tem paralelo em 92, mas sim na década de 30.

COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...