Olimpíadas Caóticas 'Novas regras das Olimpíadas ' e desorganização geram filas caóticas nos aeroportos pelo Brasil

Filas, cancelamentos de vários voos e muita gente indignada pelos bagunçados aeroportos brasileiros.


O G1 retrata a situação dos aeroportos:

Distrito Federal
A determinação da Anac de aumentar a fiscalização em voos nacionais gerou filas na passagem pelo raio X no aeroporto de Brasília nesta segunda-feira (18). No entanto, segundo a Inframerica, o consórcio que administra o terminal, não foi registrado atraso ou cancelamento de voos até a publicação desta reportagem.



Minas Gerais
De acordo com a BH Airport, empresa que administra o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a ampliação nos procedimentos de vistoria dos passageiros não impactou os voos do terminal na manhã desta segunda-feira (18). No Aeroporto Carlos Drummond de Andrade, localizado em Belo Horizonte, há dois voos previstos para o período da noite e, segundo a Infraero, as novas regras de inspeção são seguidas.
Pará

No Aeroporto Internacional de Belém, não foram registrados atrasos nem filas de passageiros. Pela manhã, não há grande movimentação de voos.

Paraná
O Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, também realiza a inspeção mais rigorosa dos passageiros. No inicio da manhã desta segunda-feira, houve fila um pouco maior do que o habitual, entretanto, nada que comprometesse a operacionalidade. Em média, 17 mil passageiros passam pelo terminal diariamente.

Rio de Janeiro
Os passageiros que embarcavam no aeroporto Santos Dumont enfrentaram filas no momento de inspeção da bagagem no início da manhã desta segunda-feira (18), por conta da determinação da Anac para que o procedimento de revista seja intensificado.
As filas aconteciam por volta das 7h. Posteriormente, a situação foi normalizada.
Rio Grande do Sul
O Aeroporto Salgado Filho chegou a registrar filas entre as 5h30 e 6h devido às mudanças nos procedimentos de verificação de segurança. No entanto, a situação foi normalizada e não foram verificados atrasos ou cancelamentos por conta do novo procedimento.

São Paulo
Os passageiros do Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, enfrentaram longas filas na manhã desta segunda-feira (18) após mudanças que tornaram as inspeções mais rigorosas em todos os aeroportos brasileiros. Por volta das 8h15, a fila para passar a bagagem no raio-x chegava ao saguão do aeroporto, próximo à escada rolante. Até as 10h, cinco voos atrasaram.
Sergipe
Segundo o superintendente da Infraero em Sergipe, Luiz Alberto Bittencourt, as novas regras não causaram impacto no movimento do aeroporto Santa Maria, em Aracaju. Os procedimentos de segurança estão sendo realizados normalmente.
Balanço da Infraero
Os atrasos ocorriam nos aeroportos de Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Florianópolis (PR), Fortaleza (CE), João Pessoa (PB), Juazeiro do Norte (CE), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), São Paulo (Congonhas) e Uberlândia (MG).

Em São Paulo, dos 90 voos programados, 8 estavam atrasados (8,9%) e um havia sido cancelados.
"NOVAS REGRAS"
- Revista física
Todos os passegeiros estão sujeitos a passar por uma revista física, feita por um agente do mesmo sexo. Isso pode ser feito de forma aleatória, ou seja, mesmo que não tenha sido disparado o alarme do equipamento de raios X. De acordo com a Anac, a revista poderá ocorrer em local público ou reservado, a critério do passageiro e do agentes, e com presença de testemunha.

Crianças também podem ser submetidas à revista física, segundo a Anac. A idade mínima, no entanto, não foi informada por "questões de segurança", segundo o órgão.
Se o passageiro se negar a passar por revista física, caso seja solicitado, ele não poderá acessar a área de embarque do aeroporto.

- Notebook
Os passageiros terão que tirar computadores portáteis e outros dispositivos eletrônicos de dentro das malas e mochilas. Antes, segundo a Anac, a medida só era obrigatória para os voos internacionais.
De acordo com a agência reguladora, a presença do notebook dificulta a visualização dos demais itens no interior da bagagem durante a inspeção pelo equipamento de raios X.
- Abertura de bagagem

Os passageiros também podem ter de abrir as bagagens de mão para que os agentes façam a inspeção dos objetos. Isso pode ser solicitado no momento da passagem pelo equipamento de raios X.
Se o passageiro se recusar a abrir a bagagem de mão, ele ficará proibido de entrar na área de embarque do aeroporto. ***(Com G1)

COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...