Com bandeiras da ditadura soviética, militantes petistas pedem 'eleições diretas' em São Paulo

Uma cena inusitada mereceu destaque no jornal Estado de São Paulo: nela, manifestantes petistas tomam o Monumento às Bandeiras, no Parque do Ibirapuera em São Paulo.

O grupo exige a queda de Michel Temer com o slogan “Diretas Já”, que marcou a campanha contra o Regime Militar no Brasil.

O detalhe curioso fica por conta das bandeiras ostentadas pelo grupo, vermelhas com a foice e o martelo.

 O símbolo ostentado pelos jovens é a bandeira da União Soviética, ditadura socialista que deixou de existir em 1991 por força de máximo fracasso atingido.

Foi um regime genocida que escravizou os povos do Leste Europeu e ameaçou a paz mundial durante o século XX.


O regime só entrou em colapso pela insistência de seus dirigentes em impor um regime econômico também socialista. Somente o ditador Joseph Stalin teria sido responsável por cerca de 30 milhões de mortos. O regime também praticou a tortura, censura, doutrinação ideológica em escolas e manteve campos de concentração para dissidentes políticos. Informações Folhapolitica


COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...