Wagner Moura afirma que prisão de bandidos do MST prova que “Brasil vive estado de exceção”

Não é de hoje que o esquerdismo do ator Wagner Moura choca os brasileiros. Mas ele não se cansa de exibir seu fanatismo. A última manifestação foi gravada em vídeo.
O ator ficou revoltado porque a polícia entrou na Escola Florestan Fernandes para prender bandidos do MST acusados de organização criminosa investigada por furto e dano qualificado, roubo, invasão de propriedade, incêndio criminoso, cárcere privado, entre outros crimes.


O ator achou tudo isso muito pouco e manifestou “absoluto repúdio” à “invasão” pela polícia à Escola Florestan Fernandes, do MST, em Guararema, São Paulo, onde parte desses bandidos estavam homiziados, na manhã desta sexta-feira 4.


“Se alguém tinha dúvida de que o Brasil vive um estado de exceção, um estado policialesco, a invasão na Escola Florestan Fernandes pela polícia é uma demonstração covarde de truculência, típica de regime de exceção”, disse. Confira o vídeo:


COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...