Revolta do público com vídeo de Marcos batendo cabeça de Emilly no chão. Veja o Vídeo

Mariana Belém, Filha de Fafá de Belém e personalidade influente nas redes sociais, também se mostrou indignada nas redes sociais

Telespectadores do "BBB17" amanheceram indignados nesta segunda-feira (10) após a vitória de Marcos no paredão da semana.

Internautas considerados influentes continuam cobrando uma intervenção da Globo diante do comportamento do gaúcho em relação a Emily, considerado abusivo e agressivo.
Além da recusa da emissora em expulsar o participante, o próprio público votou para que ele continuasse na casa. Marcos venceu o paredão contra Marinalva com 77% dos votos no último domingo (9).


A atriz da Globo Monica Iozzi disse ter sentido vergonha do Brasil ao ver a votação favorável a Marcos.

Em cenas que foram ao ar na edição deste domingo (9) e no PayPerView, o médico é visto cometendo uma série de atitudes que deixaram a audiência em alerta: apertou o braço da namorada, deixando marcas roxas, gritou e colocou o dedo na cara dela, encurralou-a na parede, intimidou-a psicologicamente e em diversos momentos tentou abraçar e beijar a moça sem o consentimento dela.

Em uma das brigas do casal, Emily mostra para o próprio rapaz as marcas que ele deixou em seu pulso. Ele retruca: "vou ter que mostrar também os arranhões que você me deu". Segundo dados disponíveis no site do "BBB", Emily tem 1,68 m de altura e pesa 55 kg. Já Marcos tem 1,86 m de altura e pesa 86 kg.

No programa de domingo (9), Thiago Leifert informou ao público que a emissora optou por não expulsar Marcos uma vez que a própria Emily não fez nenhuma denúncia formal. O casal foi chamado para conversas individuais nos bastidores do programa, de onde chegou-se à decisão de manter o participante na casa.

As hashtags #MarcosExpulso e #GloboApoiaViolência continuam entre as mais populares do Twitter.

Mariana Belém, Filha de Fafá de Belém e personalidade influente nas redes sociais, também se mostrou indignada nas redes sociais. Ela afirmou no Twitter que procurou pessoalmente Leifert e Boninho cobrando uma revisão da postura, mas sem sucesso.

A revolta inclui, ainda, um vídeo que circula no Twitter em que Marcos aparece batendo a cabeça de Emilly no chão, enquanto chora. Na interpretação de parte do público, o gesto era uma agressão.

"Mas isso não é violência física? Olha a cara de pavor da menina #GloboApoiaViolência", escreveu uma internauta. "Vimos todos os vídeos, tbm achamos que é violência física, o problema é mesmo o entendimento disso no jurídico sem denúncia da vítima", comentou o perfil Blogueiras Feministas. Com informações da Folhapress.

Confira o Video Aqui



COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...